Depois, o Diabo o levou a um monte muito alto e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e o seu esplendor. E lhe disse: “Tudo isto te darei, se te prostrares e me adorares”. Jesus lhe disse: “Retire-se, Satanás! Pois está escrito: ‘Adore o Senhor, o seu Deus, e só a ele preste culto’”. — Mateus 4:8-10

É notável que, pelos registros dos Evangelhos, Jesus nunca
realizou nenhum sacrifício, embora suas instruções para os
preparativos para a Páscoa envolveriam um cordeiro sacrificado. O
único incidente em três anos em que consta que ele cantou um hino
foi na saída para o Monte das Oliveiras (Mt 26.30). Será que, na
vida de Jesus havia alguma coisa parecida com nossos “cultos de
louvor”? Evidentemente, ninguém adorava a Deus como Jesus. Ninguém
prestava culto ao Pai como o Filho. Mas, como? Com uma vida voltada
em cada momento para glorificar a Deus. Jesus ensinou que os
verdadeiros adoradores vão adorar a Deus em Espírito e em verdade
(João 4:24). Esta não foi uma expressão codificada para um certo
estilo ou formato de louvor, nem um local ou data especial. O
verdadeiro adorador vive um vida que é um ato contínuo de adoração
a Deus. Tão impossível quanto teria sido Jesus descer da cruz para
se vingar dos seus adversários, teria sido ele adorar a qualquer um
que não fosse o verdadeiro Deus. E sua adoração foi diária,
constante, uma expressão externa do seu constante contato pessoal
com o Pai. Será que nós podemos dizer o mesmo? Ou será que deuses
bem inferiores, como carreira, paixão, fama ou dinheiro têm sido
entronizados em nossos corações? Não é só no domingo que você adora
a Deus. É de segunda a sábado também. Pergunte-se e reflita – quem
estava entronizado no seu coração durante o dia de hoje? Foi Deus o
dia todo, ou teve outro? Vamos adorar o único que é digno de louvor
e adorá-Lo o dia inteiro, todos os dias, quer seja domingo ou
qualquer outro dia.

ORAÇÃO:
Digno é o Senhor de toda adoração, de todo louvor e de todo
nosso amor. Que o Senhor possa reinar supremo e absoluto em nossos
corações todos os dias e todas as horas das nossas vidas. Graças
lhe damos porque o Senhor nos enviou seu Filho, o único que era
capaz de resistir todas as tentações e se manter fiel. No poderoso
nome de Jesus oramos e agradecemos. Amém.

Publicado em Devocional | Deixar um comentário

Assim que Jesus foi batizado, saiu da água. Naquele momento o céu se abriu, e ele viu o Espírito de Deus descendo como pomba e pousando sobre ele. Então uma voz dos céus disse: “Este é o meu Filho amado, em quem me agrado”. Mateus 3:16-17

Uma das coisas mais tocantes nesta passagem é o que Deus falou
sobre seu filho. Dá para perceber que ele era imensamente feliz com
seu filho e ele queria que todo mundo presente soubesse. Nenhum
mandamento foi dado, nenhuma ordenança decretada ou profecia
proferida. Apenas uma declaração de amor paternal “Este é o meu
Filho amado, em quem me agrado.” Deus estava demonstrando sua
felicidade com Jesus. E podemos entender que estas palavras foram
faladas não só pelo benefício daqueles presentes, mas, para o
próprio Jesus ouvir. E será que é demais imaginar que Deus queria
que Jesus ouvisse aquelas palavras na presença de outros, que seu
Pai, lá do céu estava confirmando sua filiação diante dos homens?
Para onde será que os passos de Jesus o levariam em seguida? Para o
deserto para ser tentado. Deus fortalece e encoraja seu filho para
a provação que virá. Esta força e encorajamento vêm na forma de uma
simples declaração: “Eu lhe amo e tenho grande prazer em você.” Nós
precisamos tanto do encorajamento de Deus hoje. Já está conosco,
mas, precisamos ser lembrados cada vez mais. Talvez foi isso que
Davi quis lembrar quando ele escreveu Salmo 18:16-19. Há pessoas
que precisam desesperadamente ser lembradas do grande amor que este
mesmo Pai tem para com elas. Será que tem uma delas perto de você,
precisando ser lembrada do grande amor do Pai?

ORAÇÃO:
Obrigado Deus, por nos lembrar que o Senhor é também o Pai de
Jesus. Obrigado por nos lembrar o carinho que tem para com todos os
seus filhos. Use-nos para levar este mesmo amor para aqueles que se
sentem tão longe do Senhor, apesar do Senhor estar tão perto. Que
eles possam ouvir mais uma vez a voz de seu Pai celestial. Em nome
de Jesus nós oramos. Amém.

Publicado em Devocional | Deixar um comentário

O tentador aproximou-se dele e disse: “Se és o Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães”. Jesus respondeu: “Está escrito: ‘Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus’”. Mateus 4:3-4b

Tornar pedras em pão não seria pecado. Ao invés de tentar Jesus
com algo proibido, Satanás o tentou com algo expediente. A tentação
era justamente para usar seu poder para seu próprio benefício. Nada
mal, nada errado. Mas, quem estava pedindo? Jesus estava
determinado a viver uma vida, não em função das suas necessidades
ou desejos, mas, do serviço exclusivo a Deus! Jesus se recusa a
fazer milagres para se alimentar quando passa fome (v.2), mas, fará
um milagre para alimentar milhares (14:13-21; 15:29-39). Ele não
tornará as pedras em pão para si mesmo (4:3-4), mas, ele dará seu
corpo como pão para o povo de Deus (26:26). A comida que Jesus quer
é de fazer a vontade do Pai (João 6:35). Vamos buscar também esta
comida. Nenhuma outra nos alimentará. Nenhuma outra nos dará vida.
E, cuidado com aquele pedido ou aquela sugestão. Pode ser muito
prático ou expediente. Mas, no final das contas, quem é que será
servido?

ORAÇÃO:
Gracioso Pai, tudo que Jesus fazia e até o que ele recusava
fazer fala volumes do amor que ele tem por nós. Certamente não
compreendemos nem de longe tamanho amor. Porém, agradecemos mais
uma vez esta pequena lembrança de um amor maior que o universo.
Louvado seja seu filho Jesus. Que possamos viver cada dia para
servir a ele como ele nos serviu. É no honrado nome de Jesus que
oramos e agradecemos. Amém.

Publicado em Devocional | Deixar um comentário

Então Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo Diabo. Depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome. O tentador aproximou-se dele e disse: “Se és o Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães”. Jesus respondeu: “Está escrito… Mateus 4:1-4a

Havia muitas respostas que Jesus podia dar ao tentador. Mas, ele
escolheu responder com a Palavra de Deus – “Está escrito…”. Em
qualquer confronto com o diabo, não tem arma melhor do que a pura
Palavra de Deus. Se você não pode dizer com Jesus “Está escrito…”
a única coisa que você vai escrever é o decreto da sua própria
derrota. Deixe a Bíblia ser sua única arma em qualquer confronto
com o inimigo. Quanto mais você a conhecer, melhor será a sua
defesa e mais segura sua vitória. Não é à toa que Paulo chamou a
palavra de Deus da “espada do Espírito” (Efé 6:17). Medite, estude,
memorize-a. Faça a palavra de Deus sua companheira íntima, que ela
lhe servirá bem contra os ataques do inimigo. Ore a Deus para lhe
dar discernimento e sabedoria no uso desta poderosa arma.

ORAÇÃO:
Ó Senhor dos Exércitos, que os servos do Senhor possam ter as
Escrituras na ponta das suas línguas diante dos ataques do inimigo.
Ajude seu povo, nosso Deus, a conhecer de forma intima e segura a
palavra do Senhor. Que ela seja não só conforto para nós e alimento
espiritual, mas, arma poderosa contra as forças espirituais do mal.
Em nome de Jesus pedimos e agradecemos. Amém.

Publicado em Devocional | Deixar um comentário

Então Jesus veio da Galiléia ao Jordão para ser batizado por João. João, porém, tentou impedi-lo, dizendo: “Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim?” Respondeu Jesus: “Deixe assim por enquanto; convém que assim façamos, para cumprir toda a justiça”. E João concordou. Mateus 3:13-15b

“…convém que assim façamos, para cumprir toda a justiça” Jesus
disse. Nosso Senhor não precisava do batismo. Mas, ele insistiu em
fazer. Por quê? Há um ditado do Talmude (uma espécie de comentário
judaico sobre o Antigo Testamento) que diz, “Maior é aquele que faz
algo porque ele é mandado do que aquele que faz algo sem ser
mandado.” A lógica moderna diria o contrário. Somos tão acostumados
a darmos prioridade ao livre arbítrio, às preferências pessoais,
enfim, a todos os propósitos egoístas de hoje, que fica difícil
compreender a nobreza de atos feitos em pura submissão. No entanto,
cumprindo tudo que é certo, tudo que é justo, mesmo quando não é
seu dever, coloca-lhe num plano em que Deus pode usar sua vida
poderosamente. Jesus vivia assim. Será que podemos viver assim
também? Se você ainda não vê, ou não consegue imaginar, ore a Deus
para que ele lhe mostre como ele pode lhe usar quando você
subordinar a sua vontade à vontade dEle. Ore para ver isso mesmo em
situações em que você não tem obrigação. Faça isso, não por
constrangimento, mas, simplesmente porque você confia em seu Pai.
Veja o que vai acontecer.

ORAÇÃO:
Amoroso Pai, que possamos descobrir cada vez mais o que é
realmente confiar no Senhor. Que possamos progredir no caminho da
fé ao ponto de agirmos não só por obrigação, mas também pelo puro
prazer de deixar o Senhor alcançar seus propósitos através de nós.
Que as nossas vidas possam honrar o nome de Cristão. É no nome de
Jesus que oramos. Amém.

Publicado em Devocional | Deixar um comentário

“ E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos”. Mateus 28:20b

O que é que Jesus acabou de ensinar os discípulos que deviam
fazer? Outros discípulos. Ao fazer outros discípulos o que é que um
seguidor de Jesus deve fazer? Ensiná-lo a guardar todas as coisas
que Jesus o ensinou. Sendo assim, todo discípulo está liberado
(mas, também responsável) para fazer outros discípulos. Alguns
terão mais êxito que outros. Uns terão mais habilidade que outros.
Mas todos devem participar ativamente no processo de ajudar os que
estão ao seu alcance a conhecerem e a seguirem a Jesus. E como é
que fazemos isso? Com a ajuda de Jesus que nos acompanha a cada
passo, a cada etapa. Não há nada que ele nos manda fazer que ele
não vai juntos. Não esqueça disso a próxima vez que você se sentir
só. Chame a Jesus, que ele está bem junto.

ORAÇÃO:
Pai, perdoe-me por tantas vezes que deixei com que preocupações
pessoais e mundanas ocupassem a minha consciência. Como discípulo
de Jesus, eu devo ter a mesma urgência que ele teve e o mesmo alvo
que ele passou a sua vida perseguindo – de buscar e salvar os
perdidos. Perdoe-me quando eu falho nesta gloriosa co-missão para a
qual ele me chamou junto com o Senhor e o Espírito Santo.
Agradeço-lhe e oro em nome de Jesus. Amém.

Publicado em Devocional | Deixar um comentário

Então Jesus veio da Galiléia ao Jordão para ser batizado por João. João, porém, tentou impedi-lo, dizendo: “Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim?” Respondeu Jesus: “Deixe assim por enquanto; convém que assim façamos…” Mateus 3:13-15a

No Evangelho de Mateus, Jesus começa seu ministério pedindo para
ser batizado e o termina enviando seus discípulos a batizarem. Nos
dias de hoje obediência e submissão perderam um pouco do seu
atrativo. Há mais interesse em direitos e liberdades. Para Jesus,
obediência e submissão eram muito mais importantes. Jesus precisava
ser batizado? Claro que não! Ele não tinha e nunca teria pecado
para confessar nem do que se arrepender. Então por que o Cristo foi
batizado? Um dos motivos é muito simples: os homens não sabiam que
Jesus era sem pecado. Se ele recusasse a se submeter a João, que
impacto isto teria no ministério do homem enviado para preparar o
caminho? Quantos outros não recusariam a se submeter também? Jesus
não admitiu deixar de fazer qualquer coisa que pudesse prejudicar
os planos de Deus para nossa salvação. Jesus tinha o direito de
recusar o batismo, uma ordenança para pecadores. Mas, ele abriu mão
do seu direito para que a justiça de Deus fosse realizada. Será que
há situações em que a justiça de Deus pode ser impedida se nós
exigimos nossos direitos, ou recusamos a nos submeter quando não
somos obrigados? Tem alguma situação em que você poderia
voluntariamente se submeter a Deus, confiando como Jesus, na graça
do Pai?

ORAÇÃO:
Nosso querido Pai, como o Senhor deve ter orgulho de Jesus. Ele
não somente veio aqui e deu sua vida como sacrifício por nós, mas,
desde o começo ele agiu com humildade e amor, sempre deixando de
lado seus direitos em favor de nós. Se há alguma situação em que
possamos nos submeter voluntariamente à vontade do Senhor,
ajude-nos a ver isso. E que possamos, pelo auxílio do Espírito e
pelo exemplo de Jesus, desenvolver um caráter semelhante ao de
Jesus. Em nome do nosso Bom Pastor oramos. Amém.

Publicado em Devocional | Deixar um comentário

“…ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei.” Mateus 28:20a

Como discípulos, nossa missão é não só obedecer a Jesus, mas,
ensinar outros a obedecerem a ele também. O que ensinamos não são
conceitos teológicos abstratos ou discussões fundamentadas em
deduções e tradições. O que ensinamos são coisas que podem ser
praticadas e vividas. O Cristianismo é fundamentado no ensino de
Jesus e levado adiante quando aquele ensinamento é vivido. Há
momentos quando compreender questões doutrinárias complexas se
torna necessário. No entanto, quando discussões e debates sobre
palavras e interpretações começam a consumir nosso tempo, acabamos
esquecendo aquilo para o qual Jesus nos chamou – a obediência. Como
vai a sua? Certo autor disse que aquilo que mais o perturbava nas
Escrituras não eram as grandes doutrinas que ele não conseguia
compreender. Eram as coisas simples que ele compreendia muito bem,
mas, que ainda não conseguia obedecer. Como vai a sua obediência?
Tem algum pecado a se arrepender, algum perdão a conceder ou alguém
com quem você deveria estar falando de Jesus?

ORAÇÃO:
Meu querido Pai, eu sei que nunca vou conseguir obedecer tudo
que Jesus ensinou. Por mais que eu tente, eu não consigo. Às vezes,
parece que acerto numa coisa e falho numa dúzia. Mas, eu agradeço
por esta exortação de Jesus que me anima a voltar a tentar. Eu sei
que tudo que ele espera de mim é que eu tente. Isso eu posso fazer
e quero fazer com toda minha força. Ajude-me a não ficar confuso
com todas as ocupações e preocupações, muitas das quais não passam
de teoria. Eu quero é praticar e viver a vida Cristã. Obrigado por
enviar Jesus para me mostrar como fazer isso. Ele é a melhor lição
que o Senhor poderia nos dar. Em nome de Jesus oramos e
agradecemos. Amém.

Publicado em Devocional | Deixar um comentário

“Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações…” Mateus 28:19a

A declaração de plena autoridade (v.18) e a comissão de fazer
discípulos não devem ser vistas como mandamento. O Espírito que
habita em cada discípulo já quer espalhar o Evangelho e fazer
outros discípulos. Com estas palavras agora podemos ir até os
confins da terra, sabendo que a autoridade de Jesus vai conosco. O
que Jesus nos dá não é tanto uma comissão como é uma co-missão.
Junto com ele e por meio dele, agora podemos ir aonde quer que o
Espírito nos leve, fazendo discípulos de todos.

ORAÇÃO:
Pai, eu sei que tenho, de certa forma, a responsabilidade de
compartilhar o Evangelho e de fazer outros discípulos. Mas,
ajude-me a não esquecer que é também um privilégio. Ajude-me a
lembrar que não é uma tarefa para a qual fui mandado, mas uma
oportunidade para a qual fui liberado. Eu quero que o seu Espírito
dentro de mim se sinta à vontade para me guiar para todos aqueles
que o Senhor tem preparado. Guie-me e oriente-me, Pai, por favor.
Em nome de Jesus. Amém.

Publicado em Devocional | Deixar um comentário

“batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo,” Mateus 28:19b

A palavra “nome” está no singular. É num só nome que as pessoas
devem ser batizadas. Mas, este nome tem três partes e representa
três: Pai, Filho e Espírito Santo – o Deus único que é três em um.
Tal como os três, embora distintos, são unidos, nós somos unidos a
eles também pela obra redentora de Jesus e nossa fé nEle. Como
Paulo observou, “fomos sepultados com ele (Jesus) na morte por meio
do batismo, a fim de que, assim como Cristo foi ressuscitado dos
mortos mediante a glória do Pai, também nós vivamos uma vida nova.”
(Romanos 6:4). Unidos a Cristo, somos unidos a Deus Pai e Espírito
Santo. Não é de se admirar que somos chamados de nova criatura.
Glórias a Deus!

ORAÇÃO:
Obrigado Pai, pela obra de Jesus, pelo sacrifício de seu Filho.
Obrigado por nos dar por meio dEle um caminho pelo qual possamos
nos tornar membros desta gloriosa família. Que possamos aprender a
valorizar cada vez mais as múltiplas bênçãos que o Senhor tem nos
dado em Cristo Jesus. Em nome do Rei oramos e agradecemos. Amém.

Publicado em Devocional | Deixar um comentário